A Bot oferece, além do ORÇAMENTO GRATUITO, o ENVIO GRATUITO do dispositivo por frete expresso de qualquer endereço do Brasil! Solicite AQUI

Os HDs são uma das principais formas de armazenamento de dados digitais, por isso, eles são considerados essenciais para o funcionamento do computador.

Apesar de essenciais, os HDs são dispositivos muito sensíveis e frequentemente apresentam problemas. Bom, a pergunta que fica é, “como saber se o HD está bom?” e a boa notícia é que o HD dá sinais sobre sua saúde.

Antes de “morrer” por completo, o HD apresenta alguns indícios que nos permitem identificar se ele está bom ou não. Dessa forma, é possível reduzir os danos que a perda do dispositivo pode causar.

Nesse artigo, você vai aprender técnicas de como saber se o HD está bom ou não.

E lembre-se: se você está com problemas para recuperar seus dados de um HD, é só entrar em contato conosco.

Nós da Bot temos uma equipe qualificada para executar operações de recuperação de dados, com toda a segurança necessária, ambientes controlados e equipamentos específicos. Você pode enviar seu dispositivo gratuitamente e receber um orçamento também gratuito.

Como saber se o hd está bom

Como saber se um HD está bom?

Saber se um HD está bom não é difícil. O HD emite alguns sinais de que as coisas não vão bem. Por isso, atente-se a essas dicas a seguir e aumente o tempo de vida útil do seu HD.

1. Está lento, trava ou dá tela azul

Esse pode ser um sinal de que um HD não está bom. Caso seu computador trave frequentemente, demore para abrir arquivos, reinicie sozinho, ou até mesmo, dê a famosa “tela azul”, pode ser que o disco rígido esteja comprometido.

Esse indício pode não ser exclusivo de problemas com o HD, mas certamente, é hora de fazer backup imediatamente dos seus arquivos.

2. Os dados estão sendo corrompidos

Outra dica para saber se o HD está bom é se atentar aos arquivos corrompidos. Se isso ocorrer com muita frequência, é possível que o HD esteja com defeito e esteja chegando ao fim da sua vida útil.

Os sinais típicos de que um HD não está bom incluem: arquivos que somem de repente, arquivos que não abrem de nenhuma forma ou ficam corrompidos, ou até mesmo dificuldades para salvar um arquivo.

Isso ocorre porque, provavelmente, já há algum problema em alguma instância do HD. Por isso, faça o bom e velho backup.

3. Faz muitos ruídos e sons estranhos

Esse é o sinal de danos mecânicos avançados no disco rígido. Se durante a leitura ou gravação de dados, você começar a ouvir sons estranhos, esse pode ser um sinal que o HD não está bom.

As causas dos ruídos podem ser, até mesmo, pelo deslocamento da agulha que faz a gravação em um disco. Principalmente, quando se trata de Notebooks, que costumam sofrer avarias quando são transportados em mochilas.

Por isso, se essa for sua situação, salve seus arquivos importantes em outro dispositivo ou em uma plataforma nuvem, imediatamente.

4. O Windows não reconhece o HD

Outra forma de saber se o HD está bom é a partir desse ponto. Se o Windows tem problemas para reconhecer o HD, provavelmente, o problema é sério.

A solução é testar o disco em outra máquina e se o problema realmente for com o HD, não deixe de nos contatar para te ajudar a recuperar os dados perdidos.

Aplicativos de diagnóstico que aponta erros

Para saber se o HD está bom, use ferramentas de diagnóstico. Segue algumas delas:

CrystalDiskInfo

Essa é uma das principais ferramentas disponíveis no mercado. O CrystalDiskInfo foi desenvolvido pela CrystalMark, é completamente gratuito e pode te ajudar a identificar os problemas mais comuns, permitindo que você esteja preparado para caso algum dano aconteça.

Ele consegue identificar danos frequentes e te deixa sempre em alerta para fazer o backup.

HD Tune

O HD tune é uma excelente ferramenta para saber se o HD está bom. Seus recursos são suficientes para você conseguir checar em tempo real a situação de funcionamento do seu HD através de gráficos. Com ele, você pode:

  • Verificar a velocidade do HD;
  • Verificar a superfície do disco em busca de setores danificados (bad blocks);
  • Verificar o S.M.A.R.T, (acrônimo para Self-Monitoring, Analysis, and Reporting Technology) o responsável por monitorar a saúde do disco.

Existe a versão gratuita e a versão paga do HD Tune. A versão gratuita não vem sendo atualizada. No entanto, você pode testar gratuitamente a versão paga antes de se comprometer com o pagamento.

Para fazer o download do HD Tune, clique aqui.

HDDScan

Outra ferramenta para checar a saúde do HD é o HDDScan. O HDD Scan é totalmente gratuito e permite checar mais a fundo se há algum problema em curso.

Ele também executa relatórios S.M.A.R.T, assim como o HD Tune, indicando o que está funcionando ou não.

Você pode baixá-lo clicando aqui.

Verifique os erros com Chkdsk

Por fim, mas não menos importante, utilize o Chkdsk (ou Check Disk). A ferramenta é própria do Windows para fazer verificação do disco e não precisa de download.

A função do ChkDsk é avaliar todo o disco rígido para encontrar problemas e corrigi-los. É recomendável que você use a ferramenta a cada poucos meses, como um checkup da rotina de saúde do seu computador.

Considere utilizá-lo, principalmente, se o seu computador desligar de forma anormal ou em caso de aplicativos que não estão carregando ou falhando.

Segue o passo a passo para usar o Chkdsk:

  1. Abra o Explorador de Arquivos e clique em “Este Computador”. Depois, clique com o botão direito do mouse no disco a ser verificado. Será exibido um menu e em sua última opção, aparecerá “Propriedades”, você deve clicar nela;
  2. Na janela de Propriedades, você deve clicar em “Ferramentas” e, no quadrado “Verificação de erros”, clique em “Verificar”;
  3. Quando aparecer a janela “Verificação de Erro”, você deve clicar em “Verificar unidade”;
  4. Agora é só aguardar o processo finalizar. Se nenhum erro for encontrado, basta clicar em “Fechar”.

Caso algum problema seja encontrado, o Windows alertará através da ferramenta “Windows Event Viewer”. Os bugs encontrados e passíveis de correção, são corrigidos automaticamente.

Trocar ou não trocar o HD?

Após realizar todos os testes, você pode estar se perguntando: trocar ou não trocar o HD?

Após realizar todos os testes, você saberá o que deve fazer. Pode ser que o problema seja simples e corrigido com uma simples formatação. É válido lembrar que, em muitos casos, liberar espaço de armazenamento também ajuda o HD a ter um desempenho melhor.

No entanto, se mesmo depois de todas essas etapas, o problema persistir e as ferramentas de diagnóstico continuarem apontando falhas, considere a possibilidade de troca do disco rígido.

Não esqueça: o mais importante é sempre fazer backup e salvar seus dados antes de perdê-los. Mas, claro, se você tiver problemas com isso, nós da Bot podemos te ajudar a recuperar seus dados.

O serviço de recuperação de dados precisa ser realizado com segurança e estratégia correta. Por isso, nós realizamos a recuperação de HDs, SSD, Smartphones, Cartões de memória, Pendrive, Servidores em RAID e NAS, sempre respeitando certificações internacionais e em um ambiente seguro.

Quer entender mais sobre nosso procedimento? Nesse artigo te contamos mais como trabalhamos.

Caso você ainda tenha dúvidas sobre o assunto, não deixe de contatar nossa equipe. Estaremos felizes em ajudá-lo!