A Bot oferece, além do ORÇAMENTO GRATUITO, o ENVIO GRATUITO do dispositivo por frete expresso de qualquer endereço do Brasil! Solicite AQUI

Bot Recuperação de Dados

Multinacional Líder em Recuperação de Dados
Dados
Recuperação de dados profissionais é o que fazemos há mais de uma década. Dados perdidos podem ser rapidamente recuperados, independentemente se o dispositivo caiu, queimou, corrompeu ou se teve arquivos apagados.

Recuperação de dados em apenas 4 etapas:

1

Envio gratuito por frete expresso ou entrega na recepção

2

Orçamento gratuito (48h), prioridade (24h) ou urgência (12h)

3

Recuperação dos dados normal ou em urgência

4

Entrega gratuita dos dados recuperados

Simples

Por que nos escolher?

Recuperação de dados

Prazos dinâmicos

Orçamentos em três modalidades: normal (48h), prioridade (24h) ou urgência (12h). Recuperação com equipe de urgência 24/7/365.
Recuperação de dados envio gratuito

ENVIO GRATUITO

Envio gratuito do seu dispositivo por frete expresso, para análise, de qualquer endereço do Brasil! Solicite agora!
Orçamento Recuperação de dados

orçamento gratuito

Orçamento e análise gratuitos mesmo em casos de dispositivos abertos ou avaliados por outras empresas.
Recuperação de dados brasil

empresa nacional

Serviços realizados no Brasil e em laboratórios próprios. Não enviamos dispositivos para parceiros ou para o exterior.
recuperação de dados segura

privacidade e segurança

Adequação à LGPD e serviços que seguem os parâmetros de qualidade, privacidade e segurança estabelecidos em todo o mundo.
recuperação de dados 5 estrelas

excelente reputação

99% dos clientes satisfeitos com o resultado. 4.9 em 5 é a média das avaliações recebidas de clientes Bot nas redes sociais.

Dicas para aumentar o sucesso da recuperação de dados

Desligue

desligue

Sempre desligue o computador ou o dispositivo para evitar maiores danos. A recuperação de dados profissional depende da integridade dos dados, da estrutura de arquivos, e qualquer ação no dispositivo pode destruir os dados.
desligue

Barulhos estranhos

Se o seu dispositivo estiver emitindo sons de cliques ou outro barulho estranho, isso é um sinal de que ele pode ter problemas mecânicos e não está lendo os dados corretamente. Insistir na tentativa de leitura pode resultar em danos permanentes e irrecuperáveis ​​aos seus arquivos.
dados formatados

Arquivos formatados ou excluídos

Se excluiu acidentalmente ou se teve arquivos formatados, não tente qualquer método ou software de recuperação. Quanto maior for a atividade no dispositivo, menor serão as chances de recuperação dos dados.

Recuperação de Dados: O que é, quanto custa e como fazer

O que é perda de dados?

Imagine o seguinte: você é dono de uma grande companhia e, por conta de uma queda de energia brusca, o servidor que armazena todos os dados da sua empresa acaba queimando.

A perda de dados é uma das principais preocupações — senão a principal — da maioria das empresas. Situações como queda de energia ou falhas técnicas no sistema podem acarretar em uma grande dor de cabeça, visto que informações importantes sobre o negócio, como planos e orçamentos, foram perdidas. E, pior, sem um plano de recuperação.

Então, qualquer acontecimento que resulte no comprometimento do acesso a informações valiosas ou sensíveis de um computador, banco de dados ou dispositivo é caracterizado como perda de dados.

Na maior parte das vezes, a perda de dados é causada por falhas humanas. De acordo com uma análise sobre os dados divulgados pelo UK Information Commissioner’s Office (ICO), 90% das violações de dados cibernéticos de 2019 foram causadas por erros cometidos por usuários finais.

Embora as estatísticas estejam relacionadas à violação de dados cibernéticos, elas trazem um bom panorama sobre como a recuperação de dados é importante, já que todos estão sujeitos às falhas humanas.

Recuperação de dados

Principais causas de perda de dados

Na maioria dos casos de perda de dados, a falha no HD do equipamento é a responsável — porém, ela não é a única existente. Conheça algumas causas de perda de dados em dispositivos:

  • Danos causados por vírus em ataques cibernéticos;
  • Ameaças internas, relacionadas a vazamentos de informações por parte de colaboradores ou pessoas que têm acesso a dados restritos;
  • Quedas de energia elétrica;
  • Vulnerabilidade do sistema, que ocasiona a corrupção de dados;
  • Corrupção de firmware;
  • Danos físicos a discos rígidos;
  • Derramamento de líquidos, como água ou café, em um computador;
  • Desastres naturais;
  • Erros lógicos;
  • Exclusão acidental de arquivos;
  • Falhas de software;
  • Falhas ou defeitos nos equipamentos;
  • Formatação não-intencional de discos rígidos;
  • Quedas de energia;
  • Roubos e furtos de notebooks;
  • Uso contínuo de um computador mesmo depois de demonstrar sinais de defeito.

Essas são algumas das inúmeras causas que podem inviabilizar o acesso aos dados e que, portanto, levam à necessidade de uma recuperação de dados segura e eficiente.

O que é a recuperação de dados?

É o processo de restaurar dados que tenham sido perdidos, deletados acidentalmente, corrompidos ou estarem inacessíveis por diferentes razões.

É um procedimento que permite que consumidores finais e empresas possam reaver rapidamente o acesso a seus arquivos armazenados em HDs, SSDs e smartphones que caíram ou queimaram, por exemplo, ou em servidores, RAIDs e bancos de dados corrompidos ou mesmo atacados por ransomwares.

Os processos de recuperação podem variar conforme as circunstâncias da perda de dados, a estrutura de arquivos e o tipo de mídia que se deseja recuperar.

Por exemplo, recuperar arquivos deletados da lixeira de um computador é diferente da recuperação de um banco de dados, o que demanda técnicas e equipamentos diferentes para acessar novamente os dados perdidos.

 

Quando a recuperação de dados começou a existir?

Os processos de recuperação podem variar conforme as circunstâncias da perda de dados, a estrutura de arquivos e o tipo de mídia que se deseja recuperar.
Fica difícil apontar com precisão quando foi feita a primeira recuperação de dados, já que ela pode não ter sido documentada, especialmente em uma época em que a internet não era tão massificada quanto hoje.

Em 1833, Charles Babbage começou a trabalhar no primeiro computador, invenção que usava, pela primeira vez, princípios equivalentes às máquinas modernas. Durante mais de 10 anos, ele e Ada Lovelace colaboraram entre si para finalizar a construção do equipamento, em que os programas eram implementados em placas perfuradas.

Em certo momento, percebeu-se que uma dessas placas estava bastante danificada, o que acarretou um processo de recuperação dos dados que nela estavam armazenados. Surgia, então, um dos primeiros procedimentos de recuperação de dados perdidos da história.

Em 1987, uma empresa dos Estados Unidos procurou os serviços de uma companhia que atuava no segmento de softwares, a fim de recuperar os desenhos em CAD de um caminhão de lixo. A empresa investiu muito tempo e dinheiro naquele produto, mas os discos rígidos do servidor pararam de funcionar.

Os discos eram da Seagate, e o sistema operacional era o Novell. Os dois produtos eram pioneiros em inovação e redefiniram a capacidade e a flexibilidade do armazenamento de arquivos.

A empresa que teve os dados perdidos tentou contato com o fabricante dos discos rígidos e a desenvolvedora do sistema operacional, que nada puderam fazer. Tanto a Seagate quanto a Novell indicaram a empresa do segmento de softwares para tentar resolver o problema.

Após semanas de dedicação, os arquivos foram recuperados, e a empresa foi salva, já que aquele projeto de caminhão representava todo o seu modelo de negócios.

Logo, desde o início, fica claro que a recuperação de dados é valiosa e ajuda a reverter prejuízos enormes, tanto financeiros quanto organizacionais. Felizmente, hoje, após mais de três décadas, há muito mais conhecimento disponível para ajudar a recuperar arquivos apagados e danificados com segurança e eficiência.

Como funciona a recuperação de dados?

Pode parecer estranho entender como a recuperação de arquivos funciona, especialmente para quem não tem muito conhecimento sobre o assunto. Porém, isso é possível porque existem equipamentos e softwares específicos para providenciar o acesso aos arquivos e as informações sobre eles.

Por exemplo, para recuperar dados de computadores Windows, precisamos primeiramente encontrar a tabela de alocação de arquivos para rastrear quais estão no disco rígido e onde eles estão armazenados. Essa tabela é como um índice de um livro, ao passo que os arquivos são como as páginas com o conteúdo.

Existem situações em que apenas a tabela de alocação de arquivos está corrompida. Nesses casos, o arquivo a ser recuperado pode ainda estar armazenado em perfeitas condições. Então, ele pode ser recuperado.

Caso, porém, ele esteja danificado, ausente ou criptografado, há outras formas de recuperá-lo. Se o problema for dano ao arquivo, ele ainda pode ser reconstruído com equipamentos de leitura forçada.

É importante destacar que cada caso tem suas particularidades, e é por isso que uma empresa de recuperação de dados se torna tão importante. Ela tem a expertise necessária para proceder da maneira adequada e, assim, fazer todo o possível para recuperar dados e arquivos perdidos.

Um ponto a ser observado antes de enviar seu dispositivo para uma empresa de recuperação de dados é saber se ela tem uma política de privacidade, pois como esses dados são pessoais e, às vezes, confidenciais, você precisa ter a segurança de que eles estarão em boas mãos.

Existem equipamentos e softwares específicos para providenciar o acesso aos arquivos e as informações sobre eles.

Quais dispositivos permitem recuperar dados e arquivos apagados, corrompidos ou criptografados?

Já ficou claro como a recuperação é importante, mas você ainda deve estar pensando de quais dispositivos é possível recuperar dados. Basicamente, a recuperação de dados pode ser feita em todos os dispositivos nos quais é possível armazenar dados, como os seguintes:

Recuperação de dados de HD

O HD talvez seja a parte mais importante de um computador, pois é nele que todos os dados e informações ficam salvos. Quando um HD corrompe, apresenta falha ou para de funcionar repentinamente, uma empresa de recuperação de dados deve ser procurada.

Num primeiro momento, a situação é avaliada pelo laboratório para passar um panorama quanto a prazos, complexidade do problema e custos da operação. Aqui na Bot, você pode ter o seu dispositivo analisado com urgência (12h), com prioridade (24h) ou gratuitamente (48h).

A recuperação de HD é um dos serviços mais comuns de recuperação de dados e pode ser feita com discos de qualquer marca (Seagate, Western Digital [WD], Toshiba, Samsung e outras), modelo (IDE, microSATA, SATA, SCSI, SAS) ou sistema de arquivos (NTFS, FAT, EXT, HFS, APFS).

Portanto, caso o seu HD tenha sofrido queda, esteja pedindo para formatar, sofreu formatação acidental, possua falha nas cabeças de leitura/escrita ou qualquer outro tipo de problema, solicite uma recuperação de dados conosco.

Recuperar arquivos de HD formatado

Formatar um HD significa retorná-lo ao seu uso inicial, de maneira que todos os dados sejam apagados do disco.

Um HD pode ser formatado intencionalmente, para limpar a unidade de armazenamento, redefinir o sistema de arquivos do disco ou reparar ataques de vírus, por exemplo. Porém, uma pessoa também pode formatar um HD acidentalmente ou querer reverter a formatação.

Nesses casos, a recuperação de dados também precisa ser acionada, com boas chances de recuperação. Afinal, os arquivos apagados geralmente permanecem lá, se você não sobrescrevê-los com outros dados. Assim, é necessário um serviço profissional para recuperar o índice da estrutura, que permite recuperar os arquivos do HD SATA formatado novamente.

Recuperação de dados de HD externo

Usar um HD externo para garantir a segurança de seus dados é uma prática muito assertiva e conveniente. No entanto, esse dispositivo também pode apresentar falhas e ocasionar a perda de dados.

Caso essa seja sua situação, e você tenha que recuperar dados do HD externo perdido por acidente, não se preocupe.

Primeiramente, verifique se você realizou um backup desses arquivos. Se não, entre em contato imediatamente com uma empresa de recuperação de dados, pois isso irá garantir que seus dados sejam recuperados de maneira segura e profissional.

É possível fazer a recuperação de HDs externos de qualquer modelo (USB, FireWire, eSATA e Thunderbolt), marca (WD, Seagate, Toshiba, Hitachi) e capacidade. Assim, você pode retomar a sua tranquilidade ao acessar novamente seus dados.

Para que o HD externo não apresente falhas quando você menos esperar, é importante tomar alguns cuidados essenciais, como na hora de manusear ou transportar o dispositivo.

Recuperação de dados de SSD

Alternativa mais eficiente que o HD, o SSD (solid state drive) é um dispositivo fabricado com base na tecnologia flash, o que significa que é bem mais rápido. Mas, mesmo assim, isso não significa que ele seja livre de falhas.

Os dados armazenados no aparelho são todos lidos de maneira eletrônica. Então, alguns problemas podem ser relacionados à firmware da controladora ou à variação da tensão elétrica causada por quedas de energia — o que pode acarretar perda das informações.

A recuperação de dados SSD pode ser feita tanto em SSDs internos (microSATA, SATA, M.2 e NVMe), quanto nos SSDs externos (USB e Thunderbolt), independentemente de qual seja o sistema de arquivos (NTFS, FAT, EXT, HFS, APFS, etc.), a marca (Kingston, SanDisk, WD, ADATA) ou a capacidade.

Em casos como esses, procurar uma empresa de recuperação de dados é essencial. Além de ter a garantia de um bom serviço, você também pode recuperar até 100% dos seus dados.

Recuperação de dados de pen drive

O pen drive é um dispositivo muito utilizado para transferir arquivos entre um equipamento e outro, especialmente pelo fato de ser um objeto pequeno, muito mais fácil de ser transportado, no bolso ou na mochila, por exemplo.

Se ele caiu, quebrou, corrompeu os dados, foi formatado acidentalmente, atacado por vírus, queimou a placa ou com qualquer outro problema, você precisará recuperar o pen drive para voltar a ter acesso a todo o seu conteúdo.

É possível recuperar pen drives de diferentes modelos (tradicional, mini pen drive, micro pen drive, monolítico), versões de USB (2.0, 3.1 Ger 1, 3.1 Ger 2), sistemas de arquivos (NTFS, FAT, EXT, HFS, APFS), conectores (USB, Micro USB, USB-C) e marcas (SanDisk, Kingston, Multilaser, HP, Samsung).

Recuperar arquivos deletados do pen drive

Diferentemente do computador (que geralmente tem HD interno), o pen drive é construído com memória flash e os dados são armazenados em chips de memória. Então, quando o usuário apaga um arquivo do pen drive, é importante mantê-lo sem uso e evitar programas de recuperação de dados.

Ainda assim, é possível recuperar os arquivos deletados do pen drive. Mas é preciso acionar uma empresa especializada no assunto, que pode adotar os procedimentos corretos, com grande possibilidade de recuperação.

Recuperação de dados de cartão de memória

Os cartões de memória também podem ser usados para transferir arquivos de um equipamento para outro. O público que mais costuma usar esse tipo de dispositivo são fotógrafos e cinegrafistas, que utilizam os cartões de memória em equipamentos de fotografia e filmagem. Então, eles confiam na recuperação de dados para não perder seus trabalhos.

É possível recuperar cartão de memória de diferentes modelos (SD, microSD, SDHC, Compact Flash), sistemas de arquivos (FAT, EXT, exFAT, FAT32), marcas (SanDisk, Kingston, Samsung, Lexar, Multilaser) e capacidades. Assim, você pode reaver todos os seus dados e arquivos e evitar sérios problemas.

Recuperação de dados de RAIDs de servidores

Os servidores RAID talvez sejam os equipamentos com maior importância dentro de uma empresa, uma vez que nele estão gravados os dados não só de uma máquina, mas de todas que operam naquele local. Diante desse cenário, alguns cuidados são extremamente necessários, a fim de não ocasionar uma perda de dados do RAID.

A recuperação de dados RAID pode ser feita com os seguintes dispositivos:

  • RAID (Redundant Array of Independent Disks): Conjuntos Redundantes de Discos Independentes, que são sistemas de armazenamento compostos por vários discos individuais. A recuperação pode ser feita em RAID corrompido, RAID inacessível ou RAID reconfigurado (ou RAID rebuild), com diferentes algoritmos (RAID 0, 1, 5, 6, 10 e 50) e em storages, Drobo BeyondRAID, LaCie RAID, HP Smart Array e outros.
  • NAS (Network-Attached Storage): são dispositivos para armazenamento de dados em rede, também chamados de HDs de rede. A recuperação do NAS podem ser executada em vários casos, como quando não são detectados na rede, por exemplo.
  • VM (Virtual Machine): a recuperação da máquina virtual pode ser feita em VMs corrompidas ou que apresentem qualquer outro problema para o acesso aos dados.

Recuperar dados do celular (Android, iOS e Windows)

Item muito presente no dia a dia de praticamente todas as pessoas, um smartphone hoje é como se fosse uma extensão do corpo humano. Pelo dispositivo ter essa relação não só física como também emocional, se ver diante de uma perda de dados pode ser preocupante.

Também é possível recuperar dados do celular, independentemente se ele opera no sistema Android, iOS ou Windows Phone. O procedimento também se aplica aos tablets que funcionam com os mesmos sistemas operacionais.

Ao recuperar dados do celular, você pode reaver suas fotos, vídeos, músicas, arquivos, mensagens e contatos, além de recuperar até mesmo os dados que estavam salvos no chip (SIM, microSIM e nanoSIM).

A recuperação de dados em smartphones e tablets se aplica a diferentes fabricantes (Apple, Samsung, Motorola, LG, Xiaomi, Asus, HTC, OnePlus), seja qual for o modelo do aparelho.

Recuperar arquivos deletados do PC

Deletar arquivos do computador é uma ação muito comum. Geralmente, fazemos isso propositalmente, para abrir espaço de armazenamento ou organizar melhor uma pasta. Porém, também pode acontecer de excluir arquivos sem querer ou se arrepender de deletá-los.

Nesses casos, você pode tomar algumas medidas para restaurar os arquivos, se eles estiverem na Lixeira do PC, ou acessá-los novamente com o serviço de recuperação de dados, se eles tiverem sido deletados permanentemente.

Como recuperar arquivos apagados na Lixeira do Windows?

Se os arquivos apagados ainda estiverem na Lixeira, ou seja, ela ainda não tiver sido esvaziada, a recuperação costuma ser bem simples. Veja só como recuperar arquivos deletados da Lixeira do Windows:

  • Acesse a Lixeira;
  • Selecione os itens que deseja restaurar (é possível escolher uma sequência de itens ao selecionar o primeiro, apertar e segurar a tecla Shift e, depois, clicar no último arquivo a ser restaurado);
  • Clique com o botão direito do mouse em algum arquivo selecionado e escolha a opção “Restaurar”.

Feito isso, os arquivos voltarão ao local que estavam antes da exclusão.

Porém, é importante ressaltar que, se os arquivos estiverem danificados ou corrompidos, ou se tiverem sido deletados permanentemente, o procedimento não deve funcionar. Nesse caso, será preciso contar com os serviços de uma empresa de recuperação de dados para reaver seu acesso.

É importante ressaltar que, se os arquivos estiverem danificados ou corrompidos, ou se tiverem sido deletados permanentemente, o procedimento não deve funcionar.

Como recuperar arquivos apagados na Lixeira do Mac?

O sistema operacional é outro, mas os passos são bem parecidos. Veja só:

  • Acesse a Lixeira;
  • Selecione todos os itens que deseja restaurar (a mesma dica da tecla Shift do Windows também funciona aqui);
  • Clique com o botão direito do mouse em algum arquivo selecionado e escolha a opção “Colocar de volta”.

Depois disso, os arquivos voltarão ao local que estavam antes de serem excluídos.

Se os arquivos estiverem corrompidos, danificados ou excluídos permanentemente, também será necessário contar com os serviços de uma empresa de recuperação de dados para que eles possam se tornar acessíveis novamente.

Como recuperar arquivos criptografados por ransomware

Ransomwares são softwares maliciosos que infectam os computadores e solicitam uma recompensa. Eles exibem mensagens que exigem o pagamento de algum valor para o sistema voltar a funcionar ou para que os dados, que foram criptografados, possam ser acessados novamente.

Os “sequestros virtuais” são bem perigosos, já que o pagamento do valor solicitado nem sempre é a solução, pois os criminosos podem ou não cumprir com o combinado. Por isso, uma possível solução é recuperar arquivos criptografados ransomware.

Para recuperar arquivos criptografados, é preciso avaliar a situação e determinar qual é a opção mais segura e econômica. Realiza-se um estudo específico sobre a família daquele ransomware, seu funcionamento e as possíveis brechas de segurança.

Depois dessa análise, é possível saber como recuperar arquivos encriptados por ransomware ou mesmo se será possível descriptografar os arquivos. Caso contrário, ainda é possível que especialistas façam uma análise profunda da estrutura de arquivos, em busca de rastros deixados durante a infecção.

De qualquer forma, para saber se a recuperação será possível ou não, é necessário fazer esse estudo para que os especialistas decidam qual é a alternativa mais segura e eficaz para cada caso.

Qual a diferença entre deletar e formatar dados?

Deletar dados é um procedimento mais simples, que pode ser feito ao pressionar a tecla “Delete” no teclado ou por outros caminhos, que permitem enviar os arquivos para a Lixeira ou excluí-los permanentemente.

Já a formatação apaga tudo o que está em uma partição, criando uma nova tabela de alocação. Caso não haja nenhum backup, os arquivos serão perdidos.

Em ambos os casos, porém, uma empresa de recuperação de dados ainda pode conseguir recuperar seus dados, mesmo que tenha acontecido uma formatação não-intencional, por exemplo.

Existe alguma forma eficaz de destruição segura de dados?

Sim. Há certos arquivos que queremos ter certeza de que foram excluídos de maneira definitiva. E a destruição segura de dados da Bot é a alternativa ideal, realizada conforme as melhores técnicas e práticas do mercado.

Para tal, recorre-se a infraestrutura e algoritmos de extermínio definitivo de dados, aprovados por órgãos nacionais e internacionais para pessoas físicas, pessoas jurídicas ou organizações do setor público ou privado.

Todo o processo de destruição de dados é seguro e sigiloso. Após concluído é emitido um certificado para garantir o serviço.

Quanto custa a recuperação de dados?

Agora que você leu o texto até aqui, já conseguiu entender que a recuperação de dados excluídos, roubados ou corrompidos não é uma tarefa simples, muito menos rápida.

Todo o processo de destruição de dados é seguro e sigiloso e, depois de concluído, é emitido um certificado para garantir o serviço.

Quando se pensa em recuperação de dados, preço é uma das principais dúvidas que podem surgir sobre o assunto. Porém, não é possível definir um valor fechado, já que depende da complexidade do problema, não do volume de arquivos a serem recuperados.

Então, é preciso fazer uma análise completa da estrutura mecânica e eletrônica do dispositivo e avaliar as possibilidades de recuperação de dados e os detalhes da execução do serviço.

Embora não seja possível estimar o preço da recuperação de dados profissional sem uma análise minuciosa de cada caso, para você ter uma ideia, os valores costumam partir de R$ 700, dada toda a complexidade envolvida neste procedimento.

Aliás, fica aqui uma dica importante: quando procurar por serviços de recuperação de dados, preço não deve ser o único fator a considerar, mas também a experiência e a credibilidade da empresa. Afinal, seus dados são muito valiosos para serem colocados em risco por procedimentos e práticas que não sejam confiáveis.

HD ou HD externo em formato RAW

Um HD ou outro dispositivo pode se transformar em formato RAW por vários motivos, como vírus, desligamento incorreto, bad sectors, arquivos corrompidos e ejeções inadequadas de unidades.

Essas são algumas das principais causas de corrupção do sistema de arquivos, e esses eventos podem converter instantaneamente o HD ou partição em uma unidade RAW desconhecida (formato RAW).

O que é um HD ou HD externo RAW (formato RAW)?

Você pode se perguntar o que é um HD em formato RAW e quais são as diferenças entre uma unidade RAW e uma unidade NTFS ou FAT32. Pois bem, vamos esclarecer.

O Windows oferece suporte a FAT (incluindo FAT12 / FAT16 / FAT32), exFAT, NTFS, Live File System e sistemas de arquivos REFS. Esses sistemas de arquivos controlam como os dados são gravados ou lidos no HD.

No entanto, erros podem ocorrer, e o HD no formato correto pode ser transformado em um HD em formato RAW.

Geralmente, a unidade em formato RAW se refere a um sistema de arquivos desconhecido, que o Windows não consegue acessar. Nesse caso, é necessária a reconstrução do sistema de arquivos por profissionais.

Pen drive, cartão de memória ou HD externo pedindo para formatar?

Na Bot, somos especializados na recuperação de dispositivos pedindo para formatar. Esse é um sintoma muito comum, que aparece geralmente em dispositivos com conexão externa (cartão de memória, pen drive ou HD externo), mas também em qualquer outro dispositivo de armazenamento.

Quando esses dispositivos são conectados ao computador, o sistema operacional pede para formatá-los, para poderem ser utilizados. Isso acontece porque o sistema operacional não conseguiu ler corretamente os dados no dispositivo e pede para formatar, assim iniciando um novo sistema de arquivos.

Quando existem dados importantes no dispositivo, ele não deve ser formatado, mesmo que o sistema peça, já que todos os dados serão apagados. Em casos de dispositivos pedindo para formatar, o melhor a se fazer é procurar uma empresa especializada em recuperação de dados como a Bot.

Procedimentos caseiros ou softwares de internet podem destruir definitivamente todos os dados, e somente em um laboratório será possível fazer a recuperação de maneira segura, sem colocar em risco os dados que estão no dispositivo.

Dicas gerais de prevenção contra a perda de dados

Como diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar. Há algumas dicas que você pode seguir para evitar a perda de seus dados tão valiosos. Veja só:

  • Sempre tenha backups dos seus dados. Ao criar uma estratégia de backup, você sempre terá seus arquivos mais importantes a salvo. Veja quais arquivos merecem mais atenção e mantenha uma cópia salva em outra fonte, como um HD externo ou em um serviço confiável de armazenamento na nuvem. Assim, caso algo aconteça, você não os terá perdido definitivamente.
  • Considere a regra 3-2-1 para seus principais arquivos. O ideal é ter 3 cópias de qualquer arquivo que seja muito importante, as quais devem ser armazenadas em pelo menos 2 formatos diferentes, como na nuvem e em um HD externo. Além disso, também é recomendável ter pelo menos 1 backup fora de sua casa ou empresa, caso aconteça algum desastre natural ou algo do tipo.
  • Use um bom antivírus. Esses softwares realmente ajudam a proteger seus dados e, assim, evitar eventuais perdas futuras.
  • Cuidado com links e mensagens suspeitas. Sempre que receber alguma mensagem ou e-mail suspeito, entre em contato com o remetente para confirmar se aquele envio é confiável. Assim, você evita abrir mensagens e baixar anexos que possam trazer problemas ao seu dispositivo. Na dúvida, não execute!
  • Caso note algum problema com seu dispositivo, procure por auxílio profissional o quanto antes. Se o seu computador, notebook, HD externo ou qualquer outro dispositivo aparentar estar com problemas, como lentidão, corrupção de arquivos e afins, procure por um técnico o mais rápido possível. Assim, você evita prejuízos ainda maiores no futuro, tanto financeiros quanto particulares.

Programa de recuperação de arquivos

Programas de recuperação de dados são usados para acessar novamente os arquivos perdidos de um computador, notebook, HD externo e outros dispositivos. Eles podem funcionar em casos de perda de dados danificados, corrompidos, deletados ou formatados.

Porém, é preciso ter cuidado na hora de utilizar esse tipo de software. O uso incorreto dessas ferramentas pode tornar os dados irrecuperáveis, mesmo depois da intervenção de uma empresa especializada. Além disso, você deve utilizar apenas programas confiáveis, que sejam reconhecidos pelo mercado e pelos profissionais da área.

Programas de recuperação de arquivos são geralmente pagos. Eles podem oferecer uma versão gratuita com limitações ou um período de uso sem cobrança, mas os planos completos, para recuperar um maior volume de dados e utilizar todas as ferramentas, costumam ser cobrados. Estes são alguns exemplos de programas que podem ser usados:

  • FreeUndelete (única opção gratuita, mas apenas para uso pessoal)
  • Recuva (planos a partir de R$ 70/ano)
  • DiskDrill (planos a partir de R$ 249/ano)
  • Recoverit (planos a partir de R$ 249/ano)
  • EaseUS (planos a partir de R$ 392/ano)

Você pode tentar recuperar dados com esses programas, mas tenha certeza do que está fazendo. O ideal é procurar uma empresa especializada como a Bot, especialmente para casos mais complexos ou quando os dados são muito sensíveis e precisam de todo o cuidado.

Curso de recuperação de dados

A recuperação de dados é uma área em constante crescimento, visto a necessidade de se armazenar arquivos não só nos equipamentos do dia a dia, mas também em aparatos externos a uma empresa.

Por isso, a atividade é vista como algo nobre e sofisticado. Afinal, além de estar trabalhando em algo complexo, você também está ajudando alguém a recuperar informações valiosas.

Se você quer se especializar, saiba que é possível investir em um curso de recuperação de dados, seja para conseguir recuperar seus próprios dados caso algo aconteça, seja para atuar profissionalmente na área.

Porém, caso você precise da recuperação de dados, costuma ser bem mais rápido procurar uma boa empresa para te ajudar, o que ainda pode ser mais barato e seguro, já que o serviço será realizado por profissionais especializados e no menor prazo possível.

Além disso, praticar com seus próprios arquivos perdidos não é a melhor ideia. Caso algo aconteça de errado, você pode perdê-los definitivamente.

Como escolher uma empresa de recuperação de dados?

Após ter aprendido tudo isso sobre recuperação de dados, pode ser que você tenha percebido que precisa de uma ajuda profissional para reaver o acesso a documentos e arquivos.

Se for esse o caso, saiba que a Bot é a empresa de recuperação de dados ideal para o que você procura. Nós já resolvemos mais de 60.000 casos e temos, com muito orgulho, um índice de satisfação de 99,8% dos clientes atendidos, além de sucesso em 95% dos casos recebidos.

A Bot trabalha com sala limpa ISO 5, Class 100. Trata-se de um ambiente fechado, com controle rigoroso de partículas, certificado pela norma US Federal Standards 209, o que traz toda a segurança que seus dispositivos precisam para a recuperação de dados.

Além disso, sua privacidade está protegida conosco. Temos servidores seguros, sistemas de atualização de segurança e laboratórios em locais sigilosos e de acesso restrito. Nossos funcionários têm acesso limitado aos dados recuperados, destruídos em até 5 dias úteis conforme os padrões internacionais.

Se você precisa de recuperação de dados em HDs, SSDs, HDs externos, smartphones, tablets, cartões de memória, servidores, RAIDs, VMs, NASs e em casos de ransomware, além da destruição segura de dados, conte com a Bot, a empresa de recuperação de dados que leva suas informações pessoais a sério!

Nós já resolvemos mais de 60.000 casos e temos, com muito orgulho, um índice de satisfação de 99,8% dos clientes atendidos, além de sucesso em 95% dos casos recebidos.

13

Recuperando dados em casos complexos há mais de 13 anos

Casos resolvidos

%

Clientes satisfeitos com o resultado

%

Sucesso nos casos recebidos

Clientes Bot recuperação de dados

Sala Limpa Bot

A Bot trabalha com o conceito máximo de sala limpa (clean room). Aqui, o seu dispositivo é examinado em um ambiente fechado, com controle rigoroso de partículas, certificado pela norma US Federal Standards 209.
Sala Limpa Bot recuperação de Dados

Recupere dados conosco!

A Bot pode ajudar a recuperar os dados de qualquer um dos seus dispositivos. Desde as maiores empresas ou até mesmo um usuário caseiro que possa ter perdido os seus dados. Confie nos nossos especialistas.

Confie