A Bot oferece, além do ORÇAMENTO GRATUITO, o ENVIO GRATUITO do dispositivo por frete expresso de qualquer endereço do Brasil! Solicite AQUI

Os discos rígidos são peças delicadas, que podem ser danificadas muito facilmente, caso não recebam o devido tratamento.

Alguns dos problemas mais graves que eles podem apresentar são a queima, corrupção ou estalos (que indicam falha definitiva iminente).

Mas, será que é possível consertar um HD que apresente qualquer um desses defeitos? É o que descobriremos neste artigo.

consertar um HD queimado, corrompido ou batendo agulha

O que pode causar problemas no HD?

Os HDs são dispositivos mecânicos e, como todos os dispositivos mecânicos, podem falhar sem aviso prévio.

Algumas falhas de disco rígido são totalmente evitáveis, mas muitas outras são governadas apenas pela sorte e pelo acaso.

Confira algumas delas:

Dano mecânico

Ao contrário dos discos de estado sólido (SSDs) ou unidades flash USB — que não possuem partes móveis — todos os discos rígidos tradicionais possuem uma parte muito frágil chamada cabeça de leitura/gravação.

Essa cabeça parece uma agulha de gramofone em miniatura, e sua finalidade é transformar o campo magnético do prato em corrente elétrica, para ler dados do disco e transformar corrente elétrica em campo magnético e gravar dados no disco.

Como há apenas 3 nanômetros de folga entre o cabeçote e o prato do disco — que contém os dados reais — mesmo o menor desalinhamento pode causar (e geralmente causa) uma queda catastrófica do cabeçote.

Além disso, todo HD tradicional vem com um filtro de ar que equaliza a pressão atmosférica e a umidade entre o gabinete e o ambiente externo.

É fundamental que o filtro impeça que todas as partículas de poeira entrem no gabinete, pois mesmo a menor partícula de poeira pode causar uma colisão do cabeçote (caso este passe por cima dela).

Muitas vezes, uma queda na cabeça também pode ser causada por um solavanco repentino, como quando um usuário joga o notebook em vez de pousá-lo cuidadosamente.

Defeitos de fabricação

Todos os fabricantes de HDs que se prezam ​​testam minuciosamente seus produtos, antes de vendê-los aos consumidores.

Mas, mesmo com métodos de teste modernos, os discos rígidos defeituosos ainda escapam às vezes.

A maioria dos defeitos de fabricação se revela durante o primeiro ano de uso, por isso é aconselhável nunca confiar dados críticos a um HD novo.

Obviamente, é melhor não confiar em nenhum disco rígido, a menos que você mantenha backups atualizados em outro lugar.

Superaquecimento

A maioria dos HDs é projetada para operar em temperaturas de 5°C a 50°C, e alguns discos rígidos mais novos podem operar em até 60°C

Embora o superaquecimento geralmente não resulte em uma falha crítica, pode levar à corrupção de dados e erros de leitura.

Por isso, é fundamental manter seu PC ou notebook bem ventilado, especialmente durante os meses de verão.

Em casos extremos, o calor pode até fazer com que a placa de circuito eletrônico — que controla todo o disco rígido — falhe, impossibilitando o reparo do HD, independentemente do software de recuperação.

Falha eletrônica

Dentro de cada disco rígido há uma infinidade de componentes eletrônicos sensíveis.

Uma falha de energia repentina, precedida por um curto pico de energia pode literalmente fritar esses componentes, tornando todo o HD inútil.

Um estabilizador de alta qualidade é de longe a melhor maneira de se proteger contra falhas no disco.

Corrupção de arquivo

Quando alterações não intencionais são introduzidas nos dados durante o processo de gravação de dados, ocorre a corrupção de arquivos.

A corrupção de arquivos pode ocorrer devido ao superaquecimento, mas também pode ser causada intencionalmente por malwares.

Tem como consertar o HD?

Depende muito da extensão dos danos — sejam eles lógicos ou físicos. Porém, tentar consertar o HD por conta própria é muito perigoso.

Afinal, alguns softwares exigem conhecimentos técnicos e familiaridade com o processo para funcionarem adequadamente. E, caso sejam executados de forma equivocada, podem causar danos irreversíveis.

No caso dos danos físicos, a inexperiência em manusear as diferentes peças do desktop ou notebook também pode ser fatal.

Portanto, se seu HD está precisando passar por uma reparação ou conserto, recorra a um serviço técnico especializado, em vez de arriscar consertar por conta própria.

Como confirmar se o HD precisa de conserto?

Antes de tentar reparar seu HD, você deve primeiro certificar-se de que é o próprio disco rígido que está causando o problema.

Verifique a falha

Primeiramente, certifique-se de que sua unidade está realmente quebrada. Para isso, verifique as coisas que podem fazer com que sua unidade não seja reconhecida.

Se o disco estiver fazendo um ruído de clique constante e alto, sua unidade está condenada.

Verifique as conexões do hardware

Às vezes, não é a unidade que falhou, mas a conexão física dos cabos que conectam a unidade à placa-mãe do computador.

Portanto, antes de recorrer a uma solução, certifique-se de que os cabos de dados e energia estejam firmemente conectados em ambas as extremidades.

Faça uma verificação visual

Algumas vezes, não é a unidade que está danificada, mas a placa de circuito impresso que controla sua operação (na parte inferior do disco).

Se houver um pico de energia ou uma falha de componente nessa placa, sua unidade vai parar de funcionar, mas apenas porque não sabe o que fazer em seguida.

Portanto, procure por sinais de danos — queimaduras ou marcas de queimadura. Se você vir isso, esse é o provável culpado — e muitas vezes, esse é um problema que pode ser corrigido com relativa facilidade.

Verifique se o disco está sendo reconhecido

Se o HD for detectado, mas o sistema operacional solicitar a reformatação enquanto você acessa os dados, isso é uma indicação de que existem várias áreas defeituosas.

As áreas defeituosas também podem resultar na falha ou na diminuição da velocidade do PC.

Em segundo lugar, o disco rígido pode ser exibido no sistema operacional, mas não está acessível.

Finalmente, na situação em que o HD é o problema, o PC simplesmente não consegue iniciar. Nesse caso, veja se o sistema solicita que você formate a unidade, mas não faça isso se desejar recuperar seus dados.

O que fazer quando o HD está corrompido?

O HD está corrompido, e agora? Você pode recorrer a uma das duas alternativas:

  1. Usar um software de recuperação de dados;
  2. Procurar ajuda de um serviço profissional de recuperação de dados.

Às vezes, o software de recuperação de dados pode encontrar partes fragmentadas do arquivo em outros setores do disco rígido e reconstruí-lo.

Porém, a recuperação de dados por conta própria sempre traz um risco significativo. Se você decidir usar essas ferramentas, faça isso em uma cópia ou imagem da unidade — não na unidade original.

Para evitar mais danos ao disco, é aconselhável:

  • Fazer uma imagem de nível de setor da unidade que contém o(s) arquivo(s) corrompido(s);
  • Após recuperar seus dados corrompidos, você pode tentar usar ferramentas de reparo de arquivos;
  • Não use as ferramentas de reparo de volume do sistema operacional (como CHKDSK ou FSCK) para consertar o disco rígido. O uso dessas ferramentas integradas, geralmente, causará mais danos e impedirá que os dados sejam recuperáveis.

Lembrando que a saída mais segura é entrar em contato com um provedor de serviços de recuperação de dados profissional.

Como consertar um HD queimado?

Antes de mais nada, você deve saber o que não fazer com um HD queimado, para evitar o agravamento do quadro:

  • Não coloque o disco rígido queimado no freezer/congelador;
  • Não tente desmontar ou abrir o HD por conta própria;
  • Não force a inicialização do seu disco rígido queimado;
  • Evite dicas amadoras e softwares de recuperação de dados. Ao recorrer a isso, você pode acabar com perda permanente de dados.

Agora, confira o passo a passo para recuperar dados do HD queimado:

  • Conecte seu disco rígido queimado a outra área de trabalho em funcionamento;
  • Se o seu HD for externo, conecte-o a outro desktop usando uma porta USB;
  • Se o disco rígido for interno, remova-o da área de trabalho, insira-o em um HDD e conecte-o a outro desktop usando a porta USB;
  • Se você puder acessar seus dados do HD, copie-os em qualquer outro dispositivo de armazenamento, para minimizar o risco de perda de dados;
  • Em seguida, desconecte com segurança o disco rígido queimado.

Em cenários extremos, entre em contato com uma empresa de serviços de recuperação de dados, para recuperar seus dados com segurança. Nesses casos, somente especialistas de laboratório podem resolver o problema. 

Como consertar HD batendo agulha?

A menos que você seja um técnico experiente com o conhecimento adequado, não é recomendável tentar consertar seu disco rígido por conta própria. Isso geralmente leva a mais danos e até perda permanente de dados.

Dito isto, o HD batendo agulha pode ser um problema menor, que pode ser resolvido com algumas correções rápidas.

Uma coisa que você pode verificar é a fonte de alimentação. A tomada pode estar sobrecarregada e incapaz de fornecer energia suficiente.

Você também pode tentar substituir o cabo de alimentação, pois pode estar com defeito.

Fora essas simples correções de energia, deixe seu HD nas mãos de um profissional. Afinal, um disco rígido tem componentes internos muito sensíveis e pode ser facilmente danificado pelo uso de ferramentas impróprias ou por um ambiente sujo.

Lembre-se: seus dados estão em risco no momento em que o prato interno ou o cabeçote do disco são expostos a poeira e detritos.

Como consertar entrada de HD externo

Quando o dano é na entrada do HD externo, o conserto vai envolver conhecimentos técnicos de eletrônica. Portanto, a não ser que você tenha estes conhecimentos, vai precisar recorrer a um serviço profissional especializado.

Quanto custa para consertar um HD?

O valor cobrado pelo conserto de um HD pode variar bastante, dependendo de aspectos como:

  • Estado de conservação e manuseio do dispositivo;
  • Disponibilidade de peças e componentes;
  • A extensão do dano;
  • A complexidade do conserto.

Por isso, não há como ter uma média de preço antes de seu HD passar por uma avaliação.

Conclusão

Um HD é um componente eletrônico que, como qualquer outro, está sujeito a falhas e pode sofrer vários tipos de danos — seja devido à falta de cuidados adequados ou em decorrência de defeitos de fabricação.

Independentemente dos motivos que levaram o HD a ser danificado, tentar consertar por conta própria não é o caminho mais indicado (como deixamos claro ao longo de todo o texto).

Para evitar o agravamento dos danos à unidade e garantir a recuperação segura dos dados, somente recorrendo a um serviço de recuperação profissional, como o que oferecemos aqui na Bot!

Com mais de uma década de tradição na recuperação de dados, garantimos que você tenha seus arquivos e documentos de volta, graças aos nossos profissionais altamente capacitados, nossas ferramentas eficientes e o manuseio da unidade em uma sala com todas as partículas controladas.

Além disso, podemos realizar a avaliação e enviar o orçamento em até 48 horas!

Sem falar que você não precisa sair de casa: custeamos o envio do seu dispositivo a partir de qualquer localidade do Brasil.

Ficou com alguma dúvida sobre o processo de recuperação de dados? Procure-nos a qualquer hora do dia ou da noite em nossas redes sociais e esclarecemos para você!

Venha fazer parte da nossa clientela 95% satisfeita: inicie já sua recuperação conosco.